Insulina

insulina-dr-andre-viannaMuitas pessoas têm receio de um dia virem a usar insulina. Trata-se de um medo desnecessário, pois insulina não dói, não causa dependência e se bem orientada praticamente não provoca efeitos colaterais.

A insulina é o tratamento mais eficaz disponível para controlar os níveis de glicose (açucar) no sangue. Os atuais dispositivos de aplicação, com agulhas capilares, não causam qualquer desconforto ou dor.

Os diabéticos tipo 1 deixam de produzir insulina desde o início da sua doença e assim precisam repor esse hormônio para sobreviver. Já os diabéticos tipo 2 vão perdendo aos poucos a capacidade de produzir insulina e muitos também precisarão repor insulina para conseguir controlar os níveis de açúcar no sangue.

Algumas pessoas precisarão usar insulina por um tempo, apenas para estabilizar o diabetes. Nesta o pâncreas ainda retém a capacidade de produzir insulina o suficiente. Em outras, o pâncreas perde completamente a capacidade de excretar a insulina e a reposição de uma ou mais doses torna-se essencial para prevenir as complicações decorrentes do diabetes.

Muitos centros de diabetes, associações, hospitais e indústrias farmacêuticas fornecem programas de educação gratuitos, onde a pessoa aprende como utilizar a insulina da maneira mais correta sem que isso represente um sofrimento na sua vida.