Tireóide

tireoide-dr-andre-vianna

Problemas na glândula tireóide são muito comuns e podem ocorrem em todas as idades. Os mais comuns são o hipotireoidismo, o hipertireoidismo e os nódulos de tireóide. O hipotireoidismo e o hipertireoidismo são geralmente detectados em exames de sangue de rotina, enquanto os nódulos podem ser detectados na palpação ou num exame de imagem. Sempre que desconfiar da presença de algum dos problemas, procure o seu endocrinologista.

Hipotireoidismo, conheça os sintomas:

O hipotireoidismo pode causar um aumento de volume da tireoide pela queda na produção dos hormônios T3 (triiodotironina) e T4 (tiroxina).
Como outros males da tireóide, o hipotireoidismo é mais comum em mulheres, mas pode ocorrer em qualquer indivíduo independente do sexo ou idade. Os endocrinologistas orientam mulheres, especialmente acima de 40 anos, a fazerem o auto-exame da tireoide regularmente. Os sintomas mais comuns do hipotireoidismo são:

•Depressão
•Desaceleração dos batimentos cardíacos
•Intestino preso
•Menstruação irregular
•Diminuição da memória
•Cansaço excessivo
•Dores musculares
•Sonolência excessiva
•Pele seca
•Queda de cabelo
•Ganho de peso
•Aumento do colesterol no sangue

O controle do hipotireoidismo é fácil, desde que com o uso correto de medicação.
Se você tem alguns desses sintomas, procure o seu endocrinologista e faça o exame para detectar o problema.

 

Hipertireoidismo

O hipertireoidismo é um problema na tireoide (glândula que regula a função de órgãos importantes como o coração, o cérebro, o fígado e os rins), que se caracteriza pela produção excessiva dos hormônios T3 (triiodotironina) e T4 (tiroxina).

  •  O desencadeamento do hipertireoidismo pode ocorrer devido ao excesso de iodo na alimentação, ao surgimento de nódulos na glândula, ao funcionamento mais acelerado da tireoide ou à ingestão dos hormônios da tireoide.
  • A incidência de hipertireoidismo é bem mais frequente na mulher do que no homem.
  • O diagnóstico de hipertireoidismo é feito através de exames de sangue, com a dosagem dos hormônios tireoidianos (T3 e T4, que ficam aumentados) e do hormônio que regula a tireoide, o TSH.
  • A causa mais comum de hipertireoidismo é a Doença de Graves, que ocorre quando o sistema imunológico começa a produzir anticorpos que atacam a própria glândula tireoide.
  • Um dos sintomas mais frequentes da Doença de Graves ocorre nos olhos, que ficam parecendo maiores e mais saltados.
  • Há risco do hipertireoidismo afetar a gravidez ou a fertilidade feminina, entre outros males.
  • Nervosismo, ansiedade e irritação, assim como mãos trêmulas e sudoreicas podem ocorrer em pessoas com hipertireoidismo.
  • Pessoas com hipertireoidismo podem sofrer de perda de apetite, intolerância a temperaturas quentes, intestino solto, fraqueza nos músculos, queda de cabelo, perda de cálcio nos ossos, entre outros problemas.
  • Ocorre um aumento do volume da tireoide durante o hipertireoidismo.
  • O tratamento do hipertireoidismo deve ser acompanhado por um endocrinologista e a dosagem hormonal precisa ser checada periodicamente.

Fonte: http://www.endocrino.org.br/ (site da Sociedade Brasilera de Endocrinologia)